Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2012

desabafando sobre o teste de história.

Ok, tenho de desabafar mais com alguém sobre o teste de história, nem que seja com a inexistência dos meus seguidores.

 

                 Fiquei mesmo triste com a minha prestação. Para este comecei a estudar um bocadinho mais cedo do que o costume, já que os objetivos eram muitos e grandes. E admito que por ter começado a estudar mais cedo (e porque ando muito desanimada) me relaxei um bocadinho no fim de semana, mas também não foi assim tanto! Eu estudo sempre mais do que os outros: enquanto eles ficam a dormir aos sábados e domingos de manhã, eu levanto-me e às nove horas já tenho o estaminé pronto para estudar. Apesar de ser compensador, porque tenho sempre muito boas notas, é muito cansativo, e custa-me estar sempre a estudar quando sei que os outros estão a divertir-se ou a descansar. E como tenho andado um bocadinho esquisita e desanimada este fim de semana tive a coragem de sair por umas horas. Mas digo, rapidamente me arrependi. E foi esse arrependimento que me levou a esforçar mais na segunda e ontem (atenção que eu esforcei-me na mesma no fim de semana e nos dias anteriores). Apesar disto não estava muito segura, e aliás tão nervosa que estive a estudar até na aula anterior ao teste, coisa que eu nunca mas nunca faço

                 Quando entrei na sala para fazer o teste já sabia que ia ser complicado gerir o tempo, mas comecei com calma. As primeiras perguntas até correram bem, existem sempre algumas dúvidas e coisas de que não nos lembramos, mas nada a fazer, temos de passar à frente porque o tempo não para. O (maior) problema foi quando tocou e eu mal tinha começado a última pergunta do teste, a que vale 6 valores e que é sempre gigante. Comecei logo a entrar em paranoia. E tudo piorou, quando, passada uma meia hora, fiquei sozinha na sala com o stor. Nessa altura estava mesmo quase a chorar, mas o stor foi-me dando tempo. No entanto ele estava a ficar paciente, precisava de ir à casa de banho e de ir almoçar porque ia dar aula a seguir e então eu propus-lhe que chamasse alguém para me vigiar e que ele fosse embora. O stor atendeu ao meu pedido, mas rapidamente voltou à sala com o seu almoço. Ele foi-me dando mais tempo e mais tempo e eu fui avançando com a minha resposta, e quando toca para a entrada e eu perguntei muito, mas muito desesperada se tinha de parar, ao que ele me respondeu muito secamente que se tinha ficado lá até aquela hora pelo menos ia acabar e avisou-me de que “aquilo” ia parecer uma selva. Não percebi “aquilo da selva” até ver os alunos começarem a entrar e o stor lançou me aquele olhar do “eu avisei”. Por esta altura já estava mesmo a acabar a resposta e por isso estava a ficar mais animada e até me fui rindo com os olhares dos alunos. Muito envergonhada levantei-me e quando fui entregar o teste ao stor, a quem nem fui capaz de olhar nos olhos e disse um simples obrigada, saindo muito rapidamente com medo que ele ralhasse comigo.

                Muito aliviada fui falar com uns amigos que estavam ao pé da sala e que também tinham feito teste. Durante a nossa conversa, sobre o teste e o facto de eu ter ficado duas horas e meia seguidas a fazê-lo e de ter escrito três folhas de teste, alguém referiu a Mocidade e a Legião Portuguesas, que eram o tema do documento que precisávamos de comentar juntamente com a resposta. Foi aí que se fez um clique na minha cabeça. COMO É QUE EU ME ESQUECI DE FALAR DAQUILO?! É que, além de ter de falar das duas organizações na minha resposta e me ter escapado por completo, isso fez com que eu não comentasse o texto. Naquele momento foi como se o meu mundo desabasse. Todo o esforço que eu tinha feito parecia ter sido em vão, porque o meu objetivo, que era tirar um 19 (sim, eu sei que não sou nada modesta, mas eu preciso e sei que sou capaz) ficava completamente inalcançável. Aquele esquecimento e o facto de não ter inserido a análise do documento na resposta vão-me descontar uns bons valores, o que, somado aos pequenos (espero eu!) descontos das outras respostas, vai resultar numa nota de caca.

                Basicamente fiquei arrasada com isto tudo e estou com muito medo da reação do meu stor, sim, porque ele foi muito compreensivo, o teste é para se fazer em uma hora e meia e eu tive mais uma hora para fazê-lo, e porque ele também fez o esforço de ter ficado lá comigo, e agora eu sinto que o vou desapontar por me ter esquecido (meu Deus, como é que eu me esqueci, só a mim, que nervos) daquilo que estava escrito no teste para o caso de alguém se esquecer. E não, não consigo culpar os nervos, ou a pressa, ou a pressão, apesar de achar que devem ter sido a culpa do meu lapso. Só me consigo culpar a mim e estou mesmo, mesmo triste. Tirar boas notas a história é uma coisa que me deixa sempre muito feliz e realizada e agora, pronto, não vai acontecer. Ah, e estou extremamente agradecida ao meu stor, ele não sabe o quanto (só não escrevi isto mais cedo porque não conseguia enquadrar).

                Mas pronto, a vida continua, deve haver maneira de recuperar.

 

BTW este é o segundo post de hoje, vá lá vai. Escritinho para a parede, tão fofo.

.Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


.wildflower

.I found this so cute!